A paixão pelo futebol transformada em palavras

Nascido em Santo André (SP) em 1951, José Carlos de Oliveira adotou Limeira como sua moradia em 1978, quando trabalhava no extinto Banco Banespa, onde atuou até 23 de abril de 1998, quando se aposentou. Apaixonado pelo futebol desde a infância, Oliveira transformou essa paixão em textos. Atualmente, é colunista dominical da Gazeta de Limeira e administra o site Memórias do Esporte.

O interesse pelo futebol começou bem cedo. “Com apenas 4 anos de idade, meu pai me levou a um estádio de futebol, o Pacaembu. Foi um dia inesquecível em minha vida, pois até hoje lembro do jogo, dos jogadores e da torcida. Aquilo marcou muito em minha vida e, a partir daquele dia, fiquei simplesmente apaixonado pelo futebol”.

José Carlos Oliveira aos 3 anos

Tudo o que era relacionado ao futebol passou a ser observado, anotado e colecionado por Oliveira, como camisas de times, bolas, resultados de partidas, figurinhas e, obviamente, acompanhamento dos jogos, mesmo sem televisão. “Vivia pedindo para meu pai me levar ao estádio mais vezes. Como não tinha televisão em casa, eu ficava grudado no rádio. Muitas vezes, como o jogo era à noite, eu cobria minha cabeça e ficava com o radinho num volume bem baixinho para não acordar meus pais. Enquanto não acabasse o jogo, eu não desligava o rádio. Depois sempre demorava para pegar no sono, hora pela alegria de uma vitória, outra hora pela tristeza de uma derrota”.

As anotações sobre os clubes e suas partidas, com o tempo, viraram um grande arquivo.
“Com o passar do tempo, passei a fazer anotações e aumentei meu arquivo. Meus pais, tios e amigos ficaram muito admirados. Aquilo me deixava orgulhoso e passei a fazer o maior número de anotações possível. Isto continuou por toda minha vida, pois até hoje tenho o hábito de anotar tudo”.

PUBLICAÇÕES
As anotações de Oliveira se transformaram em livros. Ele fez um para cada time grande do Brasil. “Fiz também de alguns clubes que não são considerados grandes, como por exemplo Ponte Preta, Guarani, Juventus, Portuguesa de Desportos e Bangu, todos eles com 100 páginas. Há um sobre Curiosidades do Futebol e apenas com Curiosidades do Corinthians, também com 100 páginas cada um. Outro livro que escrevi, e que deu mais trabalho, foi um que conta os principais acontecimentos do futebol, dia a dia, ou seja, se a pessoa quiser saber o que aconteceu, qual jogador nasceu ou morreu num determinado dia do ano, é só consultar o livro. Os livros do Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo têm mais de 400 páginas cada um, onde conto a história de ano por ano de cada clube. Escrevi também um livro sobre todas as Copas do Mundo, onde descrevo jogo por jogo, quem marcou o gol, a foto da seleção campeã, o estádio onde foi realizado o jogo e quem marcou os gols. Essa publicação também tem mais de 400 páginas”, detalhou.

Oliveira explica que sua dedicação, em escrever textos, é exclusiva ao futebol, ou seja, não há espaço para outras modalidades esportivas. “Já é o bastante para me ocupar com tantas histórias, arquivos e anotações. Também nunca pratiquei outra modalidade esportiva que não fosse o futebol. Durante algum tempo, pratiquei o vôlei adaptado para idosos, mas depois parei, pois percebi que meu negócio era mesmo com os pés. Quando era jovem, treinei durante algum tempo na Portuguesa de Desportos, mas percebi que havia muitos concorrentes e meu pai precisava de uma ajuda na renda familiar. Optei em abandonar tudo e dedicar-me totalmente aos estudos, o que fiz muito bem”.

Sobre seu acervo, disse que é difícil falar exatamente o tamanho, mas é grande, como ele mesmo fez questão de mencionar. A diferença de anos atrás é que hoje ele tem um aliado importante, o computador. “Fazia anotações à mão, no caderno. Depois que veio o computador, aí ficou tudo mais fácil e passei a anotar até coisas que eu nem imaginava no começo. Depois veio a internet, que quase me deixou louco de tantas informações que eu tinha em minhas mãos na hora que quisesse”.  Agora, Oliveira se prepara para acompanhar e anotar tudo sobre a Copa da Rússia, que se aproxima. Seus leitores podem esperar outro material de qualidade.

 

POESIAS
Outra paixão de Oliveira é escrever poesias, e também começou na infância. “Desde criança, sempre gostei de poesias. Tenho um caderno de quando eu tinha 12 anos de idade e ele está cheio poesias. Com o passar dos anos, fui me apaixonando cada vez mais pela leitura e em especial pela poesia. Tenho o hábito de escrever enquanto faço minha caminhada matinal, pois sempre carrego comigo uma caneta e um papel e, enquanto vou andando, a inspiração vem chegando e aproveito para ir rabiscando algumas linhas. Ao chegar em casa, passo a limpo no computador. Hoje tenho mais de 800 poesias, todas com temas variados. Tenho dois livros de poesias, mas depois desanimei de fazer livros, pois infelizmente o povo não é muito chegado a poesia, prefere mais uma revista de fofocas ou então de mulheres seminuas. Quando estive na Europa, fiquei admirado pela quantidade de livrarias que encontrei pelas cidades e todas elas estavam sempre cheias. Isto é uma prova de quanto a cultura do europeu é elevada. Estou na torcida para que os jovens de hoje consigam mudar essa mentalidade do povo brasileiro, pois a cultura é o alicerce de um grande país e assim quem sabe um dia saberemos escolher melhor nossos governantes e sermos referencia ao mundo todo”.

Em ocasiões especiais, como celebrações de aniversários, Oliveira escreve poesias para amigos. Uma delas foi para Izualdo Bilatto, do Armazém do Bilatto, cuja história foi retratada aqui no site (leia o texto aqui). Confira:

 

   Arroz, linguiça e feijão

   Refrigerante, cerveja e macarrão

   Melhor opção para se comprar

   Aqui em Limeira este é o melhor lugar.

   Zele pelo seu dinheiro

   Este é momento que o povo brasileiro

   Mais precisa economizar.

 

   Diante disso meu amigão

   Ouça este conselho de um irmão.

 

   Bastante opções você tem para escolher

   Inclusive para se comer e beber

   Local que dá gosto de comprar.

   Além da cortesia e educação

   Trata-se de um lugar de tradição

   Tudo para lhe agradar

   Onde você realmente irá economizar.

 

OUTRAS ATIVIDADES
Aposentado desde os 46 anos, Oliveira trabalhou em outros locais além do Banespa. Na Associação Casa de Apoio Romeiros de Nossa Senhora Aparecida, atuou como tesoureiro e também cuidou da administração da entidade, até 2016.

Em 2002, começou a participar da Romaria a Pé de Limeira à Aparecida. Caminhou por 10 anos consecutivos e, em 2011, juntamente com amigos, fez o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. “Foram 900 km passando por inúmeras cidades, até chegarmos na Catedral de Santiago. Depois, como já estávamos na Europa e os países são bem perto um do outro, fizemos um passeio por Fátima, Lisboa, Roma e Madrid. Visitamos lugares belíssimos, os quais jamais sairão de nossa memória. Hoje estou com 67 anos de idade, casado, pai de duas filhas e não tenho nenhum compromisso de trabalho, mas nem por isso fico parado, pois faço minhas caminhadas diariamente, alimento um site que tenho e sempre que dá faço alguma viagem, como em 2016, quando estive nos Estados Unidos, em Paris, Londres, Bruxelas, Amsterdã e Frankfurt”.

 

 

Oliveira e o grupo que fez o Caminho de Santiago de Compostela

 

Oliveira durante a Romaria a pé (Limeira a Aparecida). Foto na Serra de Camanducaia (MG), em 2009

 

Mais publicações de Oliveira:
1 – Livro sobre o Estádio do Pacaembu

2 – Livro sobre Goleiros

3 – Dois Livros de Romance

4 – Livro sobre a vida de Pelé

5 – Livro sobre a vida de Jesus

6 – Livro sobre o Santo do Dia

7 – Três livros sobre a Romaria a Pé – Limeira à Aparecida

8 – Livro sobre Jogos Históricos

9 – Livro sobre Criatividade

10 – Livro sobre Marketing Católico

11 – Livro sobre Aniversariantes do Dia (só de pessoas famosas)

12 – Vôlei Adaptado para Idosos

ACOMPANHE OLIVEIRA
No site Memórias do Esporte (clique aqui para acessá-lo), Oliveira publica diariamente textos sobre histórias de partidas importantes do futebol, curiosidades, histórico de jogadores e outras informações do mundo da bola.

Aos domingos, na página de esportes da Gazeta de Limeira, ele assina a coluna “Curiosidades”, também dedicada ao futebol.

Proibida a reprodução total ou parcial desse conteúdo, sem prévia autorização.

5 thoughts on “A paixão pelo futebol transformada em palavras

  1. O que poderia dizer dessa pessoa..simplicidade, humildade e de ótimo caráter. Tudo o transforma em uma simples palavra: bondade. É meu conhecido desde quando ingressou no ex- Banespa na cidade de Santo André. Por essas coincidências, fui encontrá-lo aqui , onde ambos adotamos está cidade como nossa. Admirou-o por tudo que já disse, mas principalmente pela dedicação as os temas futebol e poesias. Parabéns por ter entrevistado esse querido amigo.

  2. Conheci o Jose Carlos em uma viagem a Europa. É uma pessoa espetacular, com um coração enorme e bom papo. Sabe tudo sobre futebol é fã da nossa Ferroviária de Araraquara.
    Ganhei de presente dele, um Livro sobre o meu time de coração, (Santos FC) que guarde com muito carinho.
    Grande abraço José Carlos, você é merecedor da homenagem.

  3. Belíssimo trabalho. Gente como a gente, Gente q a gente gosta.
    Interessante, bem explorado a matéria, o enredo da entrevista.
    Fotos e dados riquíssimos.

    Parabéns à equipe, precisamos valorizar quem “FAZ”.

  4. José Carlos, este é nosso poeta.
    Tenho uma poesia feita especialmente para mim, que foi um presente de um ex aluno.
    É um prazer continuar recebendo suas novas publicações.
    Abraço

  5. Eu tive o prazer de conhece-lo recentemente e recebí dele uma homenagem em forma de poesia que me deixou comovido.
    O José é uma pessoa interessante e muito simpática. Estou frequentando o site dele, que é um arquivo valioso sobre o futebol, e já no próximo domingo comprarei a Gazeta de Limeira para ler a sua coluna da qual serei leitor fiel, sem dúvida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *